Olhando para trás


sshot508fda365fa92     O maravilhoso mundo da tecnologia, onde o que era impossível ontem, hoje é padrão e o impossível a gente espera ver no lançamento da semana seguinte. 
Sou uma pessoa muito ligada em tecnologia, isso não há dúvidas, tenho uma grande afinidade por tudo que é mobile. Desde de que eu me lembre, eu sempre tive a fantasia de poder carregar um aparelho comigo que ajudasse a desempenhar as mais variadas funções. Hoje, e já a alguns anos, temos nossos smartphones, que nos possibilitam tantas coisas incríveis no dia a dia. Recentemente, comecei a pensar sobre tudo que fazemos no dia a dia, o que entendemos como garantido, e disso, o que realmente é novo, quais são as inovações reais que vieram e mudaram minha forma de fazer as coisas. 

Começando da mudança mais recente, quando adquiri o novo Moto X, ele com suas várias funções de voz me possibilita que agora eu possa ter total uso do meu celular enquanto dirijo sem nunca ter que colocar as mãos no aparelho. Isso foi uma mudança rápida e foi forte, hoje, com menos de um mês com o aparelho eu já incorporei esse uso e não consigo me imaginar sem isso. Sendo esse um ótimo exemplo de coisas que vem e realmente fazem diferença no seu dia a dia. Mais que tudo, vale notar que o uso específico que ele me possibilita não era possível a um mês atrás. 

Motorola_X_35823022_07Voltando agora um pouco mais, já na casa de ano. Posso facilmente falar do streaming de música (já abordado em outro post). Já a algum tempo não mais baixo música (por qualquer meio que seja), tudo que faço é baseado em serviços de streaming por assinatura, onde além de ter fácil acesso a tudo que quero, ele me possibilita guardar no aparelho para escutar sem rede e também faz um incrível trabalho de curadoria digital para me ajudar a escolher e descobrir novos sons. Hoje em dia não mais me imagino sem ter esse tipo de acesso à minha disposição, mas a uns 2 anos atrás isso se quer existia de forma difundida.

imagesBack-up de fotos na nuvem, hoje em dia para mim é completamente transparente. Todas as fotos e vídeos que faço no meu celular vão estar na nuvem sem nenhuma intervenção minha. A muito já morreu para mim a noção que meus dados estão atrelados ao meu aparelho. Hoje ele é apenas um meio de vinculação de algo que vai muito além de um objeto físico. Vale ressaltar que a uns 4 anos atrás, isso não era possível, ao menos não de uma forma que fosse tão transparente para mim. 

A câmera que todos estão mais que acostumados a ter em seu aparelho, não é uma coisa que sempre esteve à disposição. Hoje não somente temos câmeras em nossos smartphones como temos câmeras boas. O mercado de point and shoots foi dizimado. Cheguei a um ponto hoje onde não tenho necessidade de ter uma câmera comigo para a grande maioria das situações. Poucos anos atrás essas câmeras eram apenas um brinquedo sem nenhum propósito sério e a no máximo dez anos elas simplesmente não existiam. Era até discutido se existia sentido nisso. 

0124-innovation-capplife_standard_600x400No mais, podemos apontar o acesso onipresente de internet, que por pior que seja no Brasil, ele teve melhoras significativas. Em 2010 e 2011 eu assinava uma internet ilimitada da Tim com velocidade máxima de 300 Kbps, previamente a isso, em 2009 tive meu primeiro pacote de dados de 300MB. Antes disso, o acesso à Internet tanto móvel quando fixo ainda era um luxo muito pouco comum e especialmente pouco útil. Hoje, 2013 e 2014 eu já tenho acesso a uma rede 4G que quase sempre me prove velocidades acima de 20 Mbps. A ideia de ver vídeos no celular, vídeo chamadas, envio de arquivos grandes, música por streaming e infinitas outras coisas são agora, completamente plausíveis.

Acho que a principal ideia que gostaria de passar com esse post é que quando reclamamos de problemas e outros pesares, vale a pena uma reflexão de tudo que realmente mudou e melhorou nos últimos anos, as vezes em menos de um ano, muita coisa muda, e as melhores mudanças são aquelas que a gente nem consegue ver que aconteceram.

o-SMARTPHONE-FREE-facebook

Advertisements