Um Problema Semântico

Um amigo certa vez me contou uma história sobre o fim de um relacionamento. Não vou falar nada meloso sobre relacionamentos, apenas narrar um fato.
Este amigo, estava em um momento não muito bom no seu relacionamento, nenhuma das partes estava exatamente feliz. Era sexta feira a noite e esse meu amigo estava trabalhando, sendo interrogado por seu chefe, quando seu telefone toca, era a mulher. Pelo que ele me conta a conversa não acontecia da melhor forma possível, ela fala e fala enquanto ele tentava resolver várias coisas em paralelo. Em um dado momento ele falou:

Hein!?

  • Ele-“Terminou?”
  • Ela-“Sim, acho que temos que terminar.”
  • Ele-(Atônito)”Ok”.
  • E esse foi o fim da conversa e o fim do relacionamento dele.

A parte mais interessante disso tudo, é como a situação pode ser engraçada. O “terminou” que foi dito, era para ser com relação a conversa e foi encarado de um forma totalmente diferente do que esperado. Nesse caso tendo um resultado “extremo”.
Com toda a tecnologia que temos hoje, com toda a incrível facilidade de comunicação, ainda temos o problema de nos entender. Nós temos a fala, e nós temos a escrita, mas ambas falham miseravelmente por conta da interpretação. Acho que qualquer pessoa já teve problema com isso, seja a favor ou contra.
Eu mesmo tenho problemas constantes com isso, no trabalho, em casa, ou com amigos.
Por essas e outras que a matemática é considerada uma linguagem universal, afinal, 2+2 é 4 em qualquer lugar.
Mais que isso, com um exemplo desses, é sempre bom lembrar que você pode ter certeza absoluta de uma coisa, e falar ela da mais clara maneira possível, e ainda sim outra pessoa, pode com absoluta certeza entender algo completamente diferente.

Advertisements